Cubo Itaú: conheça o maior hub de empreendedorismo da América Latina

O Cubo Itaú é um ponto de encontro onde os empreendedores encontram ferramentas que podem ajudar na sua jornada empreendedora.

O Cubo, é um espaço idealizado pelo Itaú Unibanco em parceria com o fundo de venture capital Redpoint Ventures.

O objetivo do Cubo é criar pontes entre empreendedores, empresas consolidadas do mercado, investidores e grupos de ensino. Tudo isso envolvendo sempre tecnologia e inovação, discutindo sobre novos modelos de negócio e futuro do trabalho. 

O espaço conta com startups residentes que são escolhidas através de um processo de seleção. Esta seleção prioriza startups que resolvem um problema real e com potencial de escala. Um dos critérios é que a startup tenha como base um produto e não seja prestadora de serviço.

Da esquerda para a direita: entrada do Cubo Itaú, andar com mesas compartilhadas de trabalho e espaço de descompressão para Happy Hours.
Da esquerda para a direita: entrada do Cubo Itaú, andar com mesas de trabalho e espaço de descompressão.

Residentes e Membros têm acesso à plataforma Cubo Digital. Por lá encontram todas as startups residentes e se conectam a elas, têm acesso à rede de contato com grandes empresas, encontram talentos em uma base com mais de 20 mil candidatos cadastrados e contam com descontos e ofertas exclusivas.

Startups que desejam fazer parte do ecossistema mas não como residentes podem se inscrever como Membros. Essas empresas têm acesso à plataforma digital do Cubo, têm exposição para residentes e parceiros e podem fazer o uso pontual de espaços de trabalho e salas de reunião do espaço.

O Cubo conta com uma agenda intensa de eventos, são em média 4 eventos todos os dias com temas como: inovação, tecnologia, estratégia de negócios e outros. Confira a agenda completa clicando aqui

Na imagem temos Renata Zanuto, co-head do Cubo Itaú.
Renata Zanuto, co-head do Cubo Itaú. 

Entrevista com Renata Zanuto

Renata Zanuto é co-head de ecossistema do Cubo e responsável pelo relacionamento com todas as startups. Ela contou pra gente um pouco mais sobre a importância do Cubo e quais os planos para o futuro:

Linker: Qual a importância de apoiar startups?

Renata: Apoiamos startups para fomentar o ecossistema de empreendedorismos brasileiro, pois queremos estar entre os mais relevantes do mundo. Aqui no Cubo fazemos conexão e propiciamos a geração de negócios entre essas grandes empresas e startups.

Para estarem no Hub, as startups passam por um processo de seleção e curadoria intensos, que conferem a elas um “selo Cubo” de excelência para o mercado. O processo seletivo é formado por um board que conta com equipes do Cubo, Itaú e Redpoint. Em função dessa curadoria, elas têm uma chancela no mercado.

Com isso, quando grandes empresas vêm fazer negócio, elas já sentem uma confiança maior porque sabem que as startups passaram por uma seleção rígida. Com isso, as startups fazem muitos negócios com corporações, pois o Cubo acaba sendo uma grande chancela para o mercado.

O nosso modelo de negócio é simples: a gente seleciona muito bem quem faz parte da nossa comunidade. Então as startups que estão aqui são as 300 melhores do Brasil. Quando fazemos essa seleção não apoiamos somente as startups, mas o crescimento do ecossistema como um todo.

Desde o lançamento é possível ver a evolução exponencial do ecossistema no Brasil, que hoje tem 11 unicórnios, sendo um dos principais polos do setor no mundo e se tornando referência para outros países – e isso é refletido de forma positiva no Cubo.

Além disso, ajuda também em relação à cultura, marca e atração de talentos.

Linker: O que fez do Cubo um dos espaços mais relevantes de empreendedorismo da América Latina?

Renata: As conexões que propiciamos entre grandes empresas e startups faz com que o Cubo seja o mais relevante hub da América Latina, pois fomenta o ecossistema de empreendedorismo tecnológico.

No total, são mais de 300 startups com atuação em mais de 15 segmentos de mercado e 30 empresas mantenedoras que estão passando por transformação cultural e digital.

Desde o lançamento é possível ver a evolução exponencial. Quando começamos lá atrás, tínhamos pouco mais de 40 startups e 10 mantenedores. E hoje aumentamos tudo em 5 vezes. Seja em espaço, número de startups e empresas na nossa rede. O Cubo é um radar de mercado.

Linker: Quais os planos para o futuro do Cubo?

Renata: Temos 2 focos principais: Gerar negócios e fomentar a geração de talentos com o programa Cubo For Devs, onde a ideia é aproximar a comunidade de desenvolvedores a vagas em startups e corporações, além de ajudar na formação de novos profissionais, contribuindo para troca e aprimoramento de experiências entre talentos do setor.


O Linker é uma startup residente do Cubo desde janeiro de 2019. Somos parte ativa deste ecossistema e por aqui criamos novas conexões praticamente todos os dias. Quer conhecer mais sobre o nosso universo? Confira a categoria Universo Linker!

Diandra Guimarães

Head de Comunicação e Parcerias

Posts relacionados

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin

Fique por dentro

Que tal receber no seu e-mail conteúdos que podem ajudar
na gestão da sua empresa?

Preencha seu nome e e-mail: