Leitor de jornal de gestão financeira

Índice de Lucratividade: o que é e como calcular essa métrica?

Entender se a sua empresa é capaz de oferecer lucro e se o planejamento traçado consegue alcançar o objetivo é fundamental para qualquer negócio. Portanto, aprender como calcular o Índice de Lucratividade e entender como analisá-lo é fundamental.

O Índice de Lucratividade é uma métrica essencial para qualquer negócio. É ele que vai dizer se, além de se pagar, o seu empreendimento ainda consegue dar lucro, ou seja, se depois de pagar todas as contas, ainda sobra algum dinheiro.

É uma ótima maneira de descobrir se todo o seu trabalho e o da sua equipe estão, de fato, dando o resultado esperado, já que o objetivo de um negócio — ou pelo menos da maioria — é dar lucro.

Para isso, usa-se o Índice de Lucratividade e, nas próximas linhas, você vai descobrir como interpretá-lo, como fazer o cálculo e como aplicá-lo de maneira prática. Continue com a leitura e, ao final, você vai entender melhor como analisar os lucros do seu empreendimento.

O que é Índice de Lucratividade?

O Índice de Lucratividade é uma métrica, expressa em porcentagem, que vai dizer sobre a eficiência operacional do seu negócio. Isso quer dizer que esse índice vai mostrar se o planejamento traçado para atingir o lucro está correto.

Por meio dele você vai conseguir visualizar, com maior clareza, se após pagar todos os custos e despesas ainda sobra algo, ou seja, o tão desejado lucro. Se isso não acontece é um sinal de que os caminhos traçados como, as metas, por exemplo, não estão de acordo com o que deveriam ser.

Qual é a importância do Índice de Lucratividade?

Além de mostrar, com mais clareza, se uma empresa está alcançando o lucro desejado ou não, o Índice de Lucratividade é capaz de oferecer outras informações de grande relevância para o negócio. Vejamos algumas das principais:

  • mostra se o lucro está de acordo com a média do mercado para o seu nicho de atuação e tamanho do negócio;
  • ajuda na tomada de decisões, desde as mais simples, até as mais complexas;
  • destaca quais são as mudanças que devem ser feitas para uma maior lucratividade;
  • ajuda a equipe de gestão financeira e também a contábil;
  • mostra se o que foi planejado está de acordo com os resultados ou se precisa de mudanças.

Por tudo isso, analisar o Índice de Lucratividade é altamente relevante, não importa o tamanho do seu negócio. Ele consegue mostrar uma visão geral da empresa e também de projetos mais específicos, e deixa a tomada de decisão mais precisa e segura.

Diferença entre lucratividade e rentabilidade

Esses dois conceitos são facilmente confundidos, afinal de contas, é normal alguém pensar que uma empresa que é rentável também é lucrativa, e vice-versa. Essa confusão também costuma acontecer porque tanto a lucratividade quanto a rentabilidade se relacionam com o lucro líquido. Mas saiba que estamos falando de conceitos diferentes.

Lucratividade

A lucratividade está intimamente relacionada ao lucro líquido total do negócio e a capacidade de o negócio gerar lucro. Vamos dar um exemplo para ficar mais claro.

Digamos que uma empresa consiga vender R$ 25 mil por mês e, desse valor, precisamos tirar os custos e as despesas fixas (compra de material, carga tributária, funcionários e outros) no valor de R$ 15 mil. Isso significa que o lucro líquido é de R$ 10 mil e, então, o Índice de Lucratividade será de 40% [(10.000/25.000 x 100)].

Rentabilidade

Já a rentabilidade tem a ver com o fato de uma empresa: vale mesmo a pena o investimento na empresa, o valor que foi investido nela ou será? Eis abaixo um exemplo que deixará esse conceito mais claro para você.

Digamos que você tire da sua poupança R$ 15 mil para abertura de uma empresa e ela passe a dar um lucro líquido de R$ 1,5 mil mensal. Isso significa que a rentabilidade mensal dele é de 10% [(1.500/15.000) x 100]. Ou seja, a rentabilidade é calculada em cima do valor que foi investido para começar um negócio ou ainda para fazê-lo crescer.

Como calcular o Índice de Lucratividade?

A primeira coisa que você precisa saber quando o assunto é fazer o cálculo do Índice de Lucratividade é a fórmula que é usada:

(lucro líquido/receita total) x 100

Mas, você sabe exatamente o que é lucro líquido e receita total? Vamos esclarecer para não errar na hora de fazer os cálculos do Índice de Lucratividade.

O lucro líquido é o valor que sobra após retirar todos os custos e despesas, incluindo os impostos. Já as receitas totais são os valores que entram a partir das vendas dos produtos ou serviços oferecidos pela empresa. 

O próximo passo é identificar esses valores dentro do negócio. Se você tem uma equipe para área financeira, melhor ainda, pois pode pedir esses valores a ela já devidamente calculados. 

Mas caso você não conte com um time financeiro, o melhor a fazer é recorrer à sua planilha de gastos e calcular o lucro líquido e a receita total. Não é algo complicado de se fazer, mas pode levar algum tempo.

Agora que você já entendeu cada um desses conceitos, vamos usar um exemplo bem simples para entender como calcular o Índice de Lucratividade na prática. Para isso, usaremos os seguintes valores:

  • Receita total: R$ 500 mil;
  • Lucro líquido: R$ 285 mil.

Então, de acordo com a fórmula, o cálculo ficará assim:

[(285.000/500.000) x 100] = 57%

E o que esse valor de 57% representa? Ele significa que a cada R$ 100 vendidos, a empresa tem um lucro de R$ 57. Esse resultado também pode ser chamado de Indicador ROS (Return on Sales, ou em português, Retorno Sobre as Vendas).

Como analisar o Índice de Lucratividade da empresa?

Não basta apenas fazer o cálculo do Índice de Lucratividade, afinal de contas, há um motivo, um objetivo para fazê-lo. Sendo assim, é importante que o resultado seja analisado para que possa ser utilizado pelas mais diversas equipes, a fim de ajustar o planejamento ou para ter a consciência de que o que já existe oferece o resultado esperado.

Vamos agora entender como fazer essa análise dentro de duas áreas muito importantes na empresa: a gerencial e contábil.

Análise do Índice de Lucratividade na visão contábil 

A contabilidade da empresa tem que saber gerar relatórios visando o mercado externo, dentro do que exige a lei. Com base em documentos financeiros, o que inclui o cálculo do Índice de Lucratividade, a equipe contábil precisa, por exemplo, gerar relatórios de desempenho.

Assim, para gerar uma DRE (Demonstração do Resultado do Exercício) e fazer uma análise com base no Índice de Lucratividade, você terá uma visão do que acontece no dia a dia da empresa.

Análise do Índice de Lucratividade na visão gerencial

A análise do Índice de Lucratividade na visão gerencial  tem como foco um olhar para o futuro com base no que se analisa no dia a dia. 

Ao contrário da visão contábil, que é externa, a visão gerencial possui uma visão mais interna. O principal objetivo dessa equipe é melhorar o desempenho do negócio e, ao fazer a análise do Índice de Lucratividade, ela consegue ajudar os gestores a tomar decisões de curto, médio e longo prazos.

Agora você já está pronto para calcular e analisar o Índice de Lucratividade do seu empreendimento. A partir dele você será capaz de entender se está tomando as melhores decisões para alcançar os objetivos traçados no planejamento. Também será mais fácil entender se as metas criadas estão se cumprindo, algo de extrema relevância para qualquer empresa independente do tamanho.

Ter organização financeira irá te ajudar a calcular o seu Índice de Lucratividade e ter uma conta PJ, ou seja, uma conta corrente exclusiva para o seu negócio, irá te auxiliar nessa tarefa. Abra a sua agora de forma 100% online!

Índice de Lucratividade: perguntas frequentes

O que é o Índice de Lucratividade?

O Índice de Lucratividade é um valor, expresso em porcentagem, que diz se a sua empresa gera o lucro esperado ou se tem capacidade para isso. É um indicador que leva em consideração dois fatores de grande relevância: o lucro líquido e a receita total.

Trata-se do valor total que a empresa recebeu dentro de um determinado período — mensal, por exemplo — descontado de todos os custos e despesas, até mesmo dos impostos. É a quantia que sobra para você reinvestir no negócio por exemplo ou guardar para qualquer necessidade futura ou ainda para ter uma qualidade de vida melhor.

Quais são os indicadores de lucratividade?

Dentro do Índice de Lucratividade, existem alguns indicadores relacionados que podem ser bem úteis para qualquer negócio. Porém, existem quatro indicadores de lucratividade que se destacam.

  • Margem EBITDA: tem como objetivo demonstrar qual a capacidade de caixa operacional do negócio.
  • Margem EBITD: aqui, leva-se em consideração as amortizações e depreciações.
  • Margem de lucro líquido: mostra quanto sobra para a empresa, após uma venda, depois de retiradas todas as despesas e os custos daquela operação. É o que se chama de Índice de Lucratividade.
  • Margem de lucro bruto: usa-se, basicamente, o mesmo cálculo para gerar o Índice de Lucratividade, mas no lugar do lucro líquido na fórmula, coloca-se o lucro bruto, ou seja, aquele que não leva em consideração as despesas operacionais.
Como calcular o Índice de Lucratividade?

É uma fórmula matemática simples e de fácil aplicação: 

Índice de Lucratividade = [(lucro líquido / receita total) x 100].

Caso você tenha uma equipe financeira, fazer esse cálculo torna-se algo bem simples, já que ela pode te oferecer o valor correto do lucro líquido e da receita total. Caso você não tenha alguém para fazer isso e já te entregar os valores calculados, o melhor a fazer é começar a analisar a sua planilha financeira.

Rolar para cima

Fique por dentro


Que tal receber no seu e-mail conteúdos que podem ajudar na gestão da sua empresa?

Preencha seu nome e e-mail: