Empresas de Lucro Presumido devem planejar e revisar os tributos para garantir bons resultados em 2021. Confira tudo sobre o assunto, aqui!

Planejamento fiscal para 2021: impostos para empresas do lucro presumido

O momento de realizar o planejamento fiscal 2021 é agora! Com a chegada de dezembro, as empresas de Lucro Presumido devem começar a se planejar para garantir bons resultados para o próximo ano.

Durante o planejamento fiscal 2021, a sugestão é de que o empresário faça uma revisão de todos impostos lucro presumido que foram pagos em 2020, prestando atenção sempre aos tributos retidos, que é um dos pontos esquecidos por muitas empresas.

Em seguida faça um orçamento de resultado – lucro ou prejuízo – para realizar a apuração dos impostos lucro presumido:

●     IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) – 15% sobre a parcela de presunção do lucro, mais 10% do que superar R$ 60 mil de presunção no trimestre;

●     CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) – 9% sobre a parcela de presunção do lucro;

●     PIS (Programa de Integração Social) – 0,65% sobre a receita bruta do mês;

●     Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) – 3% sobre a receita bruta do mês.

E, dependendo do setor, deve-se pagar os seguintes impostos: ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias), IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) ou ISS (Imposto Sobre Serviços).

Outro ponto que deve ser destacado durante o seu planejamento fiscal 2021, é que a incidência do IRPJ e do CSLL tem alíquotas que variam conforme o ramo de atividade da empresa e podem afetar diretamente na presunção do lucro.

Como faço para calcular os impostos no Lucro Presumido?

Para calcular PIS e Cofins é necessário identificar o faturamento no mês e aplicar sobre ele a alíquota do setor. Entretanto, para calcular o CSLL e o IRPJ é necessário seguir essa fórmula básica, por exemplo: Empresa de atividade comercial com receita do 1º trimestre de 1 milhão de reais.

CSLL

Presunção = 1.000.000,00 x 12% (alíquota de presunção) = 120.000

120.000 x 9% = 10.800,00

O valor a ser pago no trimestre é de R$ 10,8 mil.

IRPJ

Presunção = 1.000.000,00 x 8% (alíquota de presunção) = 80.000

80.000 x 15% = 12.000,00

Adicional do IR = (80.000 – 60.000) x 10% = 20.000 x 10% = 2.000

Cálculo final: 12.000 + 2.000 = 14.000

O valor a ser pago é de R$ 14 mil.

Quem faz parte do Lucro Presumido?

Empresas que tenham faturamento de até R$ 78 milhões ao ano e que não atuem em determinados setores como banco e seguradoras. No entanto, para chegar até esta categoria é importante analisar o histórico dos últimos 12 meses de apuração tributária e, a partir disso, definir qual o melhor regime.

Qual a melhor forma de pagar os impostos lucro presumido?

Com uma conta no banco digital Linker, o pagamento dos impostos lucro presumido é feito de forma prática e rápida por aplicativo ou internet banking.

A conta é gratuita e o usuário pode realizar pagamentos, transferências, cobrar clientes com boleto e link de pagamento, além de receber cartões corporativos físico e virtual. Conheça todas as vantagens da conta PJ digital do Linker.


Agora que você descobriu o que não deve faltar no planejamento financeiro da sua empresa, que tal conferir os outros artigos que preparamos para que você comece 2021 com um plano claro e objetivo? É só clicar aqui.

Marilia Martins

Comunicação

Posts relacionados

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin

Fique por dentro


Que tal receber no seu e-mail conteúdos que podem ajudar na gestão da sua empresa?

Preencha seu nome e e-mail: